13h30 às 17h30

Segunda a sexta-feira, ou em horário agendado

(47) 3288-3410

 
Urbaneski & Cani Advocacia e Consultoria Jurídica > Publicações  > Artigo: Demissões em massa nas instituições de ensino superior pós-reforma trabalhista: do estado de exceção aos riscos de produção de vida nua

Artigo: Demissões em massa nas instituições de ensino superior pós-reforma trabalhista: do estado de exceção aos riscos de produção de vida nua

Demissões em massa nas instituições de ensino superior pós-reforma trabalhista: do estado de exceção aos riscos de produção de vida nua

A temática da biopolítica é objeto de estudos do sócio Luiz no mestrado. A teoria da biopolítica, do exercício do biopoder, é uma importante chave de leitura para interpretar o funcionamento do estado. A reforma trabalhista, objeto dos estudos da companheira do sócio Luiz, Mara Zielinski, da forma como foi realizada, se apresenta como técnica de exercício do biopoder, como estado de exceção com potencialidade de produção de vida nua.

Nesse artigo, o sócio Luiz, em conjunto com o respectivo orientador de mestrado, professor Sandro Luiz Bazzanella, e com Mara Zielinksi, fez apontamentos iniciais sobre os riscos de que a reforma trabalhista produza vida nua, uma alteração radical nas condições dos trabalhadores brasileiros.

Consulte-nos para saber mais sobre nossas publicações.

Giorgio Agamben, estado de exceção e a vida nua

O estado de exceção e a vida nua são desdobramentos da biopolítica na obra do jurista e filósofo italiano Giorgio Agamben. O estado de exceção como uma técnica de governo para exercício da biopolítica e a vida nua como resultado último, como consequência mais radical do exercício dessa técnica de governo.

Acesse o artigo neste endereço: http://emporiododireito.com.br/leitura/demissoes-em-massa-nas-instituicoes-de-ensino-superior-pos-reforma-trabalhista-do-estado-de-excecao-aos-riscos-de-producao-de-vida-nua.

Comentários